Eleições 2022

Saiba tudo sobre as eleições 2022

No próximo domingo dia 2 de outubro, haverá as eleições em todo o Brasil, para a escolha do novo presidente da república.

Além do presidente, os eleitores escolherão também os governadores, senadores, deputados federais e estaduais.

Saiba quem são os candidatos a presidente do Brasil

A corrida eleitoral de 2022 trás 11 candidatos a presidência da república, veja abaixo quem são eles:

Lula (PT)

Ciro Gomes (PDT)

Simone Tebet (MDB)

Sofia Manzano (PCB)

Vera Lúcia (PSTU)

Soraya Thronicke (União Brasil)

Jair Bolsonaro (PL)

Luiz Felipe d'ávila (Novo)

Léo Péricles (UP)

Padre Kelmon (PTB)

Constituinte Eymael (DC)

Ordem da votação nas Eleições 2022

Está com dúvida sobre a ordem de votação na eleição, veja abaixo a ordem correta para não se enrolar no momento da votação.

Segundo o artigo 119 da Resolução TSE nº 23.669/2021, que dispõe sobre os atos gerais das Eleições 2022, a votação deve obedecer a seguinte ordem:

– deputado federal;

– deputado estadual ou deputado distrital;

– senador;

– governador;

– presidente da República.

Título de eleitor

Se você tem dúvidas sobre o título de eleitor e como votar no dia da eleição, acesse o link e saiba de tudo o que precisa.

Veja como será na hora de votar no dia da eleição 2022

Tem muita gente falando sobre assinar o livro no dia da votação e que a ausência de assinatura será utilizada como argumento para alegarem fraude nas urnas. Segundo o treinamento de  mesário da Justiça Eleitoral e seguem algumas infos:

Como será o fluxo de votação? 1. Eleitor apresenta o documento oficial com voto (pode ser o e-Título se a biometria tiver sido cadastrada); 2. Mesário digita no terminal o número do título de eleitor;
 
** ELEITOR TEM BIOMETRIA CADASTRADA ** Eleitor coloca o dedo no terminal para identificação, habilita o voto, vota e NÃO HÁ NECESSIDADE DE ASSINAR O CADERNO DE VOTAÇÃO. A biometria dispensa a assinatura do caderno.
 
 
** ELEITOR NÃO TEM BIOMETRIA CADASTRADA ** Somente NESTE CASO é preciso assinar o caderno de votação. Assina o caderno, mesário habilita o voto e o eleitor vota.
 
Nos dois casos, PEGUE O COMPROVANTE de votação. Ele não precisa ser exigido, os mesários são obrigados a fornecê-lo. Mas se perder, não se preocupe: é possível emitir o certificado de quitação eleitoral no site do TSE.
 
 
É FALSA a informação de que o comprovante de vacinação será obrigatório. É FALSA a informação de que o uso de máscaras será obrigatório.
 
ATENÇÃO: pode acontecer de a biometria não funcionar, mesmo se o eleitor tiver feito o cadastro normalmente. São feitas QUATRO tentativas. Aí acontece o seguinte (PROCEDIMENTO EXCEPCIONAL):
 
 
– o mesário fará a verificação biométrica (ele coloca o próprio dedo na urna) após confirmar os dados do eleitor; – NESTE CASO, O ELEITOR DEVE ASSINAR O CADERNO DE VOTAÇÃO; – o mesário orientará o eleitor a procurar o cartório eleitoral para revisar os dados biométricos.
eleições 2022
Eleições 2022

Resultado das eleições no Brasil em 2022

O PT está de volta ao poder após 12 anos. Até as 19h56 deste domingo (30), ele recebeu 50,83% dos votos válidos, enquanto o titular Jair Bolsonaro (PL) tem 49,17% dos votos válidos. Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o novo presidente da República. Ele venceu o titular Jair Messias Bolsonaro (PL), que busca a reeleição no segundo turno das eleições de 2022, a primeira vez na história do Brasil que um ex-presidente retorna ao alto escalão. Às 19h56 deste domingo (30), com 98,91% das urnas apuradas, Lula foi considerado eleito após receber 59.563.912 votos (50,83% dos votos válidos), contra 57.675.427 votos (49,17% dos votos válidos). ) Bolsonaro. Naquela época, o número de votos válidos era de 117.305.567. 1.751.415 votos em branco (1,43%) e 3.889.466 votos nulos (3,16%). A taxa de abstenção atingiu 20,90%.

Perfil

Luiz Inácio Lula da Silva, 77 anos, de Garanhuns (PE), candidato à União Brasileira da Esperança (formada por FE Brasil (PT/PCdoB/PV)/Solidariedade/Federação PSOL-Rede/PSB/Agir/Avante/ Mérito). Presidente da República de 2003 a 2010, é casado com Janja Rosângela Silva, e seu vice-presidente é Geraldo Alckmin, médico e ex-governador de São Paulo.